-

+

Plano de gerenciamento de risco (PGR): entenda os benefícios para o Condomínio.

Você sabe o que é o Plano de Gerenciamento de Risco de um Condomínio? Trata-se de um programa que consolida todos os riscos ocupacionais identificados em ambiente laboral. Além disso, o plano analisa e avalia todos os problemas nos ambientes de trabalho, bem como as ações que a empresa precisa tomar para eliminar, reduzir ou controlar estes riscos ocupacionais. Hoje, nosso texto de blog aborda tudo sobre esse plano e o quanto você precisa estar por dentro deste assunto. Fique ligado e vem com a gente:

 

1 – Por que o PGR é essencial para o Condomínio? 

 

Para começar, vamos entender como o controle de riscos ajuda a manter a ordem e a segurança. Aqui você precisa saber que realizar o serviço é uma tarefa obrigatória para todos de acordo com a legislação que rege os Condomínios com funcionários próprios. O Programa de Gerenciamento de Risco é obrigatório para as organizações e órgãos públicos da administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo, Judiciário e Ministério Público, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho.

Além disso, o PGR é essencial para o Condomínio justamente pelo o que seu próprio nome diz: o controle de riscos às pessoas em seus locais de trabalho, prevenindo doenças ocupacionais  e evitando afastamentos e acidentes. Isso significa que todos viverão num ambiente mais seguro, tanto para os moradores quanto para os funcionários. Muito importante, não é?

É bom citar, também, que o PGR substitui o PPRA a partir de 2021, conforme Exigência da Secretaria Especial do Trabalho, amparada pela Norma Regulamentadora (NR) nº 1, da Portaria nº 6.730/2020 e pela Norma Regulamentadora (NR) nº9, da Portaria nº 6.735/2020.

 

2 – Quais são os principais riscos a serem gerenciados? 

 

Como falamos no ponto anterior, o PGR é obrigatório. Por isso, caso um Condomínio não o tenha em dia, pode levar multas previstas em leis e demandas trabalhistas. Além de responsabilidade legal/civil do Síndico pelo não atendimento a Normas Trabalhistas.

Para realizar o plano, a gestão sindical precisa manter uma análise constante do ambiente de trabalho, buscando minimizar as situações de risco aos colaboradores. A lista destes possíveis riscos é diferente para cada situação e local, mas a análise deles deve ser realizada por visitas técnicas profissionais e documentadas.

Para ajudar, listamos os 5 tipos de classificação de riscos. Vem ver:

  • Físico;
  • Químico;
  • Biológico;
  • Ergonômico;
  • Acidente.

 

3 – Como o planejamento é colocado em prática? 

 

Após a realização da visita técnica, são analisados todos os riscos encontrados pelos profissionais. Depois, o PGR é lançado no sistema de gestão onde as informações associadas ao LTCAT (Laudo técnico das condições do ambiente de trabalho) estarão disponíveis ao e-social. Desta forma, a legislação sabe de todos os riscos que podem ocorrer dentro do Condomínio.

Por isso, é importante que as ações recomendadas sejam executadas e que os exames previstos sejam obedecidos. Mais uma vez, esse gerenciamento é realizado por profissionais especializados, geralmente da empresa contratada junto com o Condomínio.

 

Dica extra ao Síndico:

 

Além de acompanhar a realização da visita técnica de perto, é importante que o Síndico se comprometa com um ambiente de trabalho seguro ao seu colaborador. Para que isso aconteça, o profissional deve assegurar que as ações indicadas no PGR sejam realizadas com o intuito de minimizar os riscos no ambiente de trabalho. Esta atitude deve ser constante e minuciosa – afinal, são vidas que dependem da segurança da Gestão.

 

Mais informações direto no blog

 

Conseguiu entender a importância do Plano de Gerenciamento de Riscos (PGR)? Para trazer informações claras e relevantes, contamos com a ajuda de um especialista que disponibilizou todas as informações deste conteúdo: Augusto Dias – Gestor da Ativa Cond.

Porém, se você quiser procurar mais informações sobre a legislação de Condomínios, pode visitar nosso blog e pesquisar pelo tema que preferir. Abaixo, também trouxemos alguns exemplos de tópicos que abordamos nas últimas semanas:

  1. Inadimplência em Condomínios: um guia completo para você!
  2. Código Civil do Condomínio: veja tudo que você precisa saber
  3. Conflitos no Condomínio: dicas de como lidar com o problema

Tags

Posts relacionados

Comentários