-

+

02/09/2019

Atitudes que podem reduzir 30% dos gastos do Condomínio

Ser o(a) Síndico(a) é tarefa que exige muita determinação e empenho. Pois além de ser o responsável por atender aos anseios dos(as) Moradores(as), é a pessoa que administra as finanças do Condomínio.

Atualmente o que todo mundo quer é economizar. Principalmente num momento de instabilidade econômica e altos índices de desemprego. O mesmo acontece no Condomínio. Quanto menos custos, melhor. E para controlar as despesas do local de maneira eficaz, é preciso estar atento aos fatores responsáveis pelos maiores gastos.

Entre os vilões das contas estão o consumo excessivo de água, folha de pagamento e rotatividade de funcionários(as), desperdício de energia elétrica e a inadimplência de Moradores(as).

Para entender melhor, pode-se esquematizar os gastos do Condomínio da seguinte forma:

  • 45% com folha de pagamento, salários e encargos;
  • 30% com consumo de água, luz e gás;
  • 15% em contratos de manutenção, elevadores, bombas e seguro;
  • 10% em despesas administrativas, bancárias, fundos de reserva, com a administradora e reparos.

Somando todos estes itens, se tem a base para calcular a cota condominial.

É papel do gestor encontrar maneiras de diminuir as despesas e manter o orçamento em dia. É claro que reduzir os gastos do Condomínio não é garantia de que a taxa condominial também baixe. Mas pode evitar que ela sofra um aumento excessivo, além de sobrar mais recursos para benfeitorias que podem valorizar os imóveis.

No artigo de hoje nós trouxemos algumas dicas que podem auxiliar na redução de até 30% dos gastos no Condomínio. Confira:

Reduza as horas extras

 

As horas extras são gastos que podem (e em muitos casos devem) ser evitados. É necessário repensar e calcular se não vale mais a pena contratar um(a) outro(a) funcionário(a). Por exemplo, o(a) zelador(a) é o(a) funcionário(a) mais caro do Condomínio, se ele(ela) faz horas extras com frequência na portaria, por exemplo, o mais indicado é contratar um(a) folguista. Os custos serão reduzidos, pois o salário deste profissional é menor.

Valorize a equipe de funcionários(as)

 

Principalmente aqueles(as) profissionais talentosos(as). Lembre-se que contratar novas pessoas é mais caro do que investir em um treinamento para aprimorar o trabalho da equipe. As demissões também representam despesas, pois sempre há as multas rescisórias, além da possibilidade de sofrer ações trabalhistas. Valorize seu time, isso fará com que os(as) funcionários(as) tenham melhor desempenho, além de evitar problemas com rotatividade.

Invista em uma portaria virtual

 

Essa é uma medida que costuma gerar uma grande economia. Pois adotando uma portaria virtual, não há a necessidade de funcionários(as) trabalhando no local, ou pelo menos em uma das entradas do Condomínio. É uma maneira de reduzir uma boa parte dos gastos com a folha de pagamento.

Iluminação mais moderna e barata

 

Você sabia que a lâmpada de LED é 90% mais econômica do que aquelas tradicionais incandescentes? Portanto ao investir nestes dispositivos você já saberá que a redução dos gastos com iluminação será grande. Trocar as lâmpadas antigas por novos modelos é o tipo de investimento que “se paga” em aproximadamente 18 meses, e pode fazer uma diferença de 20% a 30% no total da conta de energia.

Temporizadores também ajudam

 

Por uma questão de segurança, a recomendação é deixar somente a lâmpada que ilumina a frente do prédio acesa durante a noite toda. Em outros espaços não há nenhuma necessidade das luzes permanecerem ligadas. Na maioria dos Condomínios, a movimentação dos(as) Moradores(as) diminui muito após às 22 horas. Então um temporizador acionado por sensor de presença para estacionamentos, corredores ou garagem é uma boa maneira de não desperdiçar energia.

Fornecimento de água individual

 

Muitos Condomínios, principalmente os mais antigos, não trazem a medição de água para cada unidade. Porém a instalação de hidrômetros individuais é recomendada. Quando cada um(a) dos(as) Moradores(as) é responsável financeiramente pelo seu gasto, há uma redução no consumo como um todo. O mesmo serve para o gás.

Faça manutenções preventivas

 

Prevenir é melhor do que remediar. E o velho ditado também serve para Condomínios. As manutenções preventivas devem estar na agenda de obrigações do prédio. Realizar a manutenção é sempre mais barato do que precisar de reparo. Elas podem incluir verificação de vazamentos, elevadores, impermeabilização, bombas,etc.

Placas de captação solar

 

Elas demoram um pouquinho para dar o retorno. Em média 7 anos. Mas elas têm uma duração mínima de 20 anos, ou seja, o Condomínio estará economizando por 13 anos. Mas antes da instalação é preciso ver a incidência solar do local, estudando se é viável a instalação do equipamento.

Combata a inadimplência

 

A inadimplência é sempre um fator de risco para o orçamento do Condomínio. Nesses casos a melhor atitude a ser adotada é procurar o(a) Morador(a) para entender o motivo da inadimplência. Junto a isso, tentar negociar, fazer um acordo ou alguma outra maneira que possa ajudar o(a) Morador(a) a acertar a conta atrasada o mais rápido possível.

Suporte jurídico

 

Contar com os serviços de um escritório de advocacia pode ajudar no processo de redução de despesas. Além de defender o Condomínio em possíveis ações trabalhistas, o escritório pode promover os processos contra os(as) Moradores(as) inadimplentes. Também pode ajudar com a revisão de contratos com todos os fornecedores e empresas terceirizadas, podendo até renegociar dívidas com elas.

O(a) Síndico(a) é a pessoa mais indicada para conscientizar todos(as) os(as) Moradores(as) dos prejuízos que a inadimplência pode gerar para o Condomínio. Pode ser através de campanhas, reuniões, comunicados, informativos, emails, etc. Qualquer forma de comunicação é válida para evitar os efeitos negativos da inadimplência.

Deixar as contas organizadas, planejar os gastos e fazer uma avaliação da gestão como um todo podem ajudar bastante. Com atitudes assim, é possível ter o conhecimento sobre tudo o que está acontecendo, o que torna mais fácil encontrar as soluções e fazer os ajustes necessários para reduzir as despesas.

Para conseguir mais apoio na missão de reduzir os gastos e manter a saúde financeira do Condomínio, é interessante conquistar a atenção dos(as) Moradores(as) para que eles(as) participem do dia a dia do Condomínio. Quanto mais pessoas estiverem engajadas, mais condições existirão para sugerir ideias interessantes e alternativas para a redução dos gastos.

Posts relacionados

Assembleia Dia a dia Gestão e liderança

01/01/2020

Como redigir a ata de reunião de Condomínio

Que tal ficar por dentro de tudo que precisa para redigir uma ata de assembleia ou reunião do Condomínio? É isso que queremos explicar, com todas as particularidades, neste artigo. A ata é aquele documento que reúne tudo o que foi deliberado durante a reunião de assembleia. Ela tem uma grande importância no Condomínio, pois […]

0

Dia a dia Economia Gestão e liderança

27/12/2019

Como contratar bons fornecedores para o Condomínio

Em um Condomínio, os fornecedores são todos aqueles prestadores de serviço que atuam na área da manutenção predial, reforma, conservação e mão de obra. E uma das funções do(a) Síndico(a) envolve contratar estes serviços, empregar bem os recursos do orçamento e, principalmente, melhorando a vida dos(as) Moradores(as). Quem tem a administração do local sob seus […]

0

Cobrança Dia a dia Economia

26/12/2019

Como o fundo de reserva do Condomínio pode ser usado?

O fundo de reserva do Condomínio é um recurso que visa solucionar emergências. Ele tem o papel de dar um suporte financeiro, sendo utilizado para pagar despesas, obras, manutenções, obrigações urgentes ou imprevistos. Essa peça essencial na administração condominial pode ser utilizada para solucionar as despesas que são emergenciais, que não faziam parte da previsão […]

0

Assembleia +

2 anos atrás

Como redigir a ata de reunião de Cond...

Que tal ficar por dentro de tudo...

Dia a dia +

2 anos atrás

Como contratar bons fornecedores para...

Em um Condomínio, os fornecedores são todos...

Cobrança +

2 anos atrás

Como o fundo de reserva do Condomínio...

O fundo de reserva do Condomínio é...

Comentários