-

+

O que é ser um (a) bom (a) Síndico (a)?

Administrar um Condomínio não é tarefa fácil. É preciso dedicação, paciência e comprometimento para cumprir com a legislação e atender às inúmeras reivindicações dos moradores. Por tudo isso, o (a) Síndico (a) deve ser um (a) líder, como revelamos nas próximas linhas.

“Um (a) bom (a) Síndico (a) é aquele (a) que consegue exercer a liderança direta sobre a administradora e sobre os recursos de sua gestão, desenvolvendo as melhores práticas e condutas para o bom desempenho e resultado na satisfação dos Condôminos”, explica Luiz Urra, gerente da área de Condomínios de São Paulo da Auxiliadora Predial.

O especialista destaca quatro pilares fundamentais na atuação de um (a) bom (a) Síndico (a):

1. Profissionalização e Padronização dos Serviços Prestados

“Geralmente, o (a) Síndico (a) executa na prática diversas formas de gestão e o faz sob todos os serviços prestados nos Condomínios, no sentido de estabelecer processos de atuação, padronização e melhoria contínua. O objetivo, claro, é garantir excelência e segurança na entrega do que foi contratado”.

2. Planejamento e Controle Operacional

“Deve desenvolver planejamentos técnicos e operacionais, dando o adequado subsídio de atuação aos Zeladores e Gestores Prediais. O foco é garantir o necessário diagnóstico para as questões de infraestrutura e manutenção predial, além do correto funcionamento do parque instalado”.

3. Gestão Legal

“O (a) bom (a) Síndico (a) precisa desenvolver um planejamento de gestão e controle na medida de cada empreendimento para garantir a validade, a antecipação necessária e a conformidade de todas as obrigações legais, dando segurança e economia aos processos de liberação, renovação e atualização de todos os itens e processos pertinentes à legalidade de funcionamento do Condomínio”.

4. Gestão Econômica e Financeira

“Por fim, deve atuar de forma intensa e planejada na confecção, gestão e acompanhamento do plano orçamentário do empreendimento, propondo alternativas, efetuando previsões fixas e esporádicas de gastos a fim de garantir o cumprimento da planificação definida e a segurança financeira que o Condomínio necessita”.

Desafios e postura para enfrentá-los

Para Luiz Urra, o grande desafio encontrado pelo (a) Síndico (a) é a gestão de pessoas, isto é, lidar com os demais moradores do Condomínio, gerenciando conflitos e administrando os funcionários.

“A questão pessoal é a mais desafiadora. A administração dos conflitos gerados internamente, a administração da equipe de funcionários, o trato com os mais diversos prestadores de serviços, as questões políticas de relacionamentos com todos os envolvidos e, principalmente, o cumprimento de todas as obrigações legais”, diz.

De acordo com o gerente da área de Condomínios de São Paulo da Auxiliadora Predial, é essencial que o (a) Síndico (a) tenha postura de liderança e responsabilidade para enfrentar os desafios e fazer uma boa gestão.

“É importante que o (a) Síndico (a) seja extremamente responsável, pois responde integralmente por toda a documentação do Condomínio e por representá-lo em juízo, quando solicitado. Ele (a) precisa ser um (a) facilitador (a) no processo de comunicação do Condomínio com seus Condôminos e com a administradora, liderando todos os subsistemas do empreendimento e com o papel de zelar pelo patrimônio comum”, conclui.

Quer ser um (a) bom (a) Síndico (a)? Veja essas dicas:

– Desenvolva estratégias para gestão financeira do empreendimento e planos de economia de recursos (água, energia, materiais).

– Desenvolva profunda habilidade e conhecimento em técnicas de apresentação para grandes públicos.

– Seja organizado (a) e com perfil para construir e trabalhar sobre processos definidos.

– Seja um (a) líder com alta capacidade em gerenciar pessoas, grupos de trabalho e desenvolvimento de capacidades e habilidades.

– Seja um (a) mediador (a) de conflitos e foco na solução de problemas.

– Seja um (a) profissional estratégico (a) com grande capacidade de gestão administrativa e implantação de rotinas de trabalho para atendimento aos clientes.

– Tenha enorme visão em processos, métodos de trabalho e organização da rotina.

– Tenha excelente relacionamento interpessoal, cordialidade, firmeza em posicionamentos, além de alta capacidade de agir e reagir positivamente sobre pressão e conflito.

– Tenha, preferencialmente, idade inferior a 60 anos. Isso não é obrigatório, mas pode fazer diferença, uma vez que energia e dinamismo são características fundamentais para a função.

– Tenha profundo conhecimento em técnicas de negociação.

Posts relacionados

Gestão e liderança

29/01/2019

Descubra qual é o seu perfil de Síndico (a)

Democrático, centralizador, negociador. Estes são somente alguns perfis de Síndico (a) existentes na gestão de um Condomínio. A especialista em Gestão Condominial Mara Lucia Lopes Fernandes explica que eles se diferem “pelas características na execução das mais variadas funções, como na administração das finanças, na delegação de tarefas e no relacionamento com os Condôminos”. Abaixo, […]

0

Assembleia

29/01/2019

Confira as dicas e monte sem erros uma assembleia

A assembleia, obrigação regida por lei, é considerada um dos eventos mais importantes dentro de um Condomínio. É onde acontecem as discussões sobre questões relevantes para todos os Condôminos e, por ter tamanha importância, deve ser tratada como prioridade pelo (a) Síndico (a). Se bem planejada e divulgada, ela pode se transformar, inclusive, em excelente […]

1

Assembleia

13/12/2018

Conheça a importância e os tipos de assembleias de Condomínio

Principal momento de integração e de resolução entre os Condôminos, as assembleias são importantes instrumentos de comunicação entre o…

3

Gestão e l...

7 meses atrás

Descubra qual é o seu perfil de Sín...

Democrático, centralizador, negociador. Estes são somente alguns...

Assembleia

7 meses atrás

Confira as dicas e monte sem erros um...

A assembleia, obrigação regida por lei, é...

Assembleia

8 meses atrás

Conheça a importância e os tipos de a...

Principal momento de integração e de resolução...

Comentários