-

+

Datas comemorativas: oportunidade para integrar moradores

Cada vez mais presente em nosso dia a dia, a tecnologia facilitou muito a comunicação. Ela possibilitou a conexão entre pessoas de todo o mundo. No entanto, da mesma forma que torna o diálogo instantâneo, ela também promove o afastamento, uma vez que substitui o contato pessoal por uma simples mensagem. Em um Condomínio, a realidade é a mesma. Não são raros os casos em que não há qualquer tipo de integração entre os Condôminos. Contudo, esses relacionamentos podem se estreitar fazendo de algumas datas comemorativas excelentes oportunidades.

“Somos a sociedade de um milhão de amigos nas redes sociais e, em contrapartida, por vezes, não temos com quem conversar ou mesmo dar um passeio singelo no parque”, constata Mara Lucia Lopes Fernandes, especialista em Gestão Condominial. Ela defende que os Condomínios utilizem algumas datas comemorativas para promover o relacionamento entre os moradores.

Para incentivar o convívio entre os vizinhos, Mara Lucia já ajudou a promover uma festa “julina” em um dos Condomínios que atende. “Há três anos, tivemos a ideia de organizar uma ‘festa julina’. Pois bem, o evento foi tão bem recebido que se tornou uma festa oficial no Condomínio. Nem nós imaginávamos o tamanho do sucesso dessa iniciativa e pudemos perceber que muitas pessoas só precisam de uma oportunidade para se engajarem em alguma causa, seja ela qual for”, conta.

União entre Condôminos

A especialista em Gestão Condominial destaca ainda o potencial agregador que existe na organização de eventos temáticos dentro dos Condomínios. “Essas iniciativas aproximam Condôminos e geram um ambiente leve e de parcerias em prol de objetivos comuns. Sem contar que também buscam despertar nas pessoas o sentimento de pertencimento e de responsabilidade com o ambiente coletivo”, diz.

Para Mara Lucia Lopes Fernandes, o Condomínio não deve ser enxergado apenas como lugar de moradia, mas também como local de exercício da cidadania. “O Condomínio não deve ser exclusivamente o lugar onde as pessoas moram. Deve, acima de tudo, ter caráter comunitário, onde as pessoas possam livremente exercitar a cidadania e compartilhar do senso de vizinhança”, pontua.

Para alcançar esses objetivos, integrando moradores e estreitando o relacionamento entre eles, as datas comemorativas devem ser vistas como um importante instrumento “Elas podem ser facilmente usadas para servir como um ponto de união, tornando o Condomínio um lugar onde seja possível viver e não apenas morar”, conclui Mara Lucia.

Dicas para promover a integração no Condomínio

– Crie um ambiente leve e descontraído no Condomínio.

– Desenvolva o senso comunitário e de vizinhança entre os moradores.

– Engaje os Condôminos em ações solidárias (arrecadação de roupas, alimentos, brinquedos para doação).

– Sugira eventos em datas comemorativas (festa junina, Dia das crianças, Carnaval, entre outros).

Posts relacionados

Gestão e liderança

29/01/2019

Descubra qual é o seu perfil de Síndico (a)

Democrático, centralizador, negociador. Estes são somente alguns perfis de Síndico (a) existentes na gestão de um Condomínio. A especialista em Gestão Condominial Mara Lucia Lopes Fernandes explica que eles se diferem “pelas características na execução das mais variadas funções, como na administração das finanças, na delegação de tarefas e no relacionamento com os Condôminos”. Abaixo, […]

0

Assembleia

29/01/2019

Confira as dicas e monte sem erros uma assembleia

A assembleia, obrigação regida por lei, é considerada um dos eventos mais importantes dentro de um Condomínio. É onde acontecem as discussões sobre questões relevantes para todos os Condôminos e, por ter tamanha importância, deve ser tratada como prioridade pelo (a) Síndico (a). Se bem planejada e divulgada, ela pode se transformar, inclusive, em excelente […]

1

Virei síndico, e agora?

01/01/2019

O que é ser um (a) bom (a) Síndico (a)?

Administrar um Condomínio não é tarefa fácil. É preciso dedicação, paciência e comprometimento para cumprir com a legislação e atender às inúmeras reivindicações dos moradores. Por tudo isso, o (a) Síndico (a) deve ser um (a) líder, como revelamos nas próximas linhas. “Um (a) bom (a) Síndico (a) é aquele (a) que consegue exercer a […]

1

Gestão e l...

7 meses atrás

Descubra qual é o seu perfil de Sín...

Democrático, centralizador, negociador. Estes são somente alguns...

Assembleia

7 meses atrás

Confira as dicas e monte sem erros um...

A assembleia, obrigação regida por lei, é...

Virei sínd...

8 meses atrás

O que é ser um (a) bom (a) Síndico ...

Administrar um Condomínio não é tarefa fácil....

Comentários